Artesan
Produtos > Ex Voto G em Madeira
Ex Voto G em Madeira
Ex Voto G em Madeira
Ex Voto G em Madeira
Ex Voto G em Madeira

Ex Voto G em Madeira

R$ 369,00

Ex voto confeccionado à mão em madeira pelo mestre artesão pernambucano Fida.

LER MAIS +

Calcular Frete

Quantidade

+ -

Comprar

Enviado com sucesso!

Houve um problema ao enviar.

Quantidade indisponível.

Especificações

Cuidados Gerais

Para melhor conservação do seu produto, não utilizar produtos químicos na limpeza. Passar um pano levemente úmido.

Observações

(Imagem ilustrativa) Produto feito a mão. Tamanho, formas e tonalidade da madeira podem variar de acordo com a peça. Se quiser receber a foto da peça que será enviada pra você, entre em contato conosco pelo e-mail ou WhatsApp.

Material

Madeira

Dimensão

25 x 10cm (altura x diâmetro)

Origem

Garanhuns - PE

Sobre o artista

fida

Fida

Garanhuns - PE

Foi a memória do pai que levou Valfrido de Oliveira Cezar, que se tornaria um dia o Mestre Fida, a se aventurar nas esculturas. Nascido em 1957, no Sítio do Cavaco, em Garanhuns, o mestre guarda a lembrança de quando o seu pai foi presenteado com uma peça de artesanato. Anos depois, foi o desejo de reproduzi-la que fez surgir o Homem Cata-Vento. Um fruto da lembrança do instrumento que o seu pai carregava antigamente. O mestre, na época, ainda não entendia do ofício de escultor, mas resolveu tentar e não só deu certo, como abriu as portas de um mundo novo.

Hoje, já considerado um mestre artesão, continua produzindo seu Homem Cata-Vento, só que muito mais aprimorado depois de tantos anos. No início, seus bonecos não tinham rosto e, hoje, possuem muito mais detalhes, que trazem seu estilo próprio. Além da sua primeira criação, Mestre Fida também produz barcos e os famosos ex-votos, todos em madeira amarela, bem típica na região de Garanhuns. Em 1999, as peças do mestre foram levadas para a Fenearte, e foi daí para o mundo. Suas obras já são conhecidas pelo Brasil em outros países, como o México.

Nenhum dos filhos do Mestre Fida enveredou pelo caminho do pai. Por isso, o mestre ensina, com gosto, o ofício para seus vizinhos. Com sessenta e um anos de idade, hoje o artesão mora no centro de Garanhuns, onde é possível visitar o seu ateliê próprio, que fica dentro da sua casa. Para ele, é uma honra ver seu nome em meio a tantos outros artistas que admira, considerados mestres da cultura popular nordestina.

Se inscreva em nossa newsletter e receba nossos conteúdos

Cadastro realizado com sucesso!
Ocorreu um erro, tente novamente.